. RESULTADOS PREVISIONAIS .

As tarefas do projeto apresentado por este Grupo Operacional-FDCONTROLO incidem na avaliação do papel de plantas hospedeiras alternativas, vitis, abandonadas, e outros possíveis insetos vetores, na expansão e/ou permanência da FD na Região Demarcada dos Vinhos Verdes, disponibilizando à fileira ‘know how’ até à data inexistente em Portugal, e cujos resultados obtidos ao longo do projeto poderão ser integrados anualmente no Plano de Ação Nacional de controlo da doença da Flavescência Dourada, PAN-FD, e, assim, contribuir para um controlo mais eficaz desta doença no país (Projeto 1).

 

É, também, importante para a fileira vitivinícola dispor de binómios ‘casta/porta-enxerto’ que possam determinar a ocorrência de maiores ou menores prejuízos devido à FD nas suas vinhas, e contrariar a dispersão da doença nas parcelas e para zonas vizinhas.

Assim, os resultados a atingir nos dois projetos complementares (Projeto 1 e Projeto 2), são:

A

Incrementar a competitividade dos produtores de vinha e de vinho na região do Minho;

B

Capacitar a atividade viveirista de uma lista sobre o comportamento de diferentes binómios ‘porta enxerto/casta’ à infeção pela Flavescência Dourada;

C

Introduzir ferramentas e processos inovadores de monitorização e deteção precoce da presença do vetor ST;

D

Aumentar os rendimentos dos viticultores pelo menor uso de pesticidas devido à deteção precoce do inseto vetor, ST;

E

Fornecer à Autoridade Fitossanitária Nacional (DGAV) informação sobre novos fatores que influenciam a dispersão e permanência da doença na região, de forma a esta entidade poder incorporar esses dados nas recomendações anuais de controlo da Flavescência dourada.

. CONTACTOS .

LÍDER DO CONSÓRCIO: INIAV

Avenida da República, Quinta do Marquês

2780-157 Oeiras

Para mais informações: www.iniav.pt

Projeto cofinanciado por:

Logotipos_Barra_PDR_PT2020_FEADER.png