shutterstock_413833702.jpg

RESULTADOS

DETEÇÃO PRECOCE DO VETOR ST

Uma das ferramentas que estão a ser exploradas para a monitorização e deteção precoce do vetor ST, são as chamadas armadilhas “inteligentes” (Figura 1). As armadilhas “inteligentes” recorrem a um sistema de captura de imagem georreferenciada (smart traps), com capacidade de transmissão sem fio.  Têm o objetivo de permitir o envio periódico de imagens e, a emissão rápida de alertas da sua presença, para uma intervenção mais atempada no controlo do vetor, não foi possível obter resultados.

 

Em 2018 ainda estavam em fase de conceção, e em 2019 sofreram alguns problemas que impossibilitou a identificação de qualquer captura do S. Titanus. Atualmente as imagens são enviadas uma vez por dia para uma plataforma para análise, permitindo o alerta aos produtores quando se deteta a captura do ST. Já foi alcançada a obtenção de uma qualidade de imagem suficiente para permitir a classificação do Scaphoideus titanus diretamente na imagem através do sistema de informação.

imagem 2.jpg
imagem 3.png

Figura 2: Imagem adquirida pela armadilha “inteligente”

Figura 1: Armadilha “inteligente” instalada na Sociedade Agrícola Irmãos Eusébio.