Flavescência dourada da videira

A flavescência dourada da videira (FD) é actualmente uma das doenças mais preocupantes na cultura da vinha.


É uma doença de quarentena sujeita a medidas de luta obrigatórias a nível nacional. Foi detectada pela primeira vez no sudoeste de França em meados do século XX, em Portugal o insecto vector foi detectado em 2002. Em 2006 foi detectado em videiras no Entre Douro e Minho, mais tarde expandiu-se para o Noroeste, o interior norte e o sul do país.


A videira é o principal hospedeiro do fitoplasma causador da flavescência dourada. A flavescência dourada afecta tanto a videira europeia como as espécies americanas e os híbridos usados como porta-enxertos. A doença origina perdas de colheita, em quantidade e qualidade e leva à morte das videiras afectadas. O fitoplasma da flavescência dourada é transmitido das videiras infectadas às sãs pela cigarrinha da flavescência dourada.

Fonte: AGROTEC


Esta cigarrinha é um pequeno insecto de origem norte-americana, introduzido acidentalmente na Europa (França - 1958). O fitoplasma da FD tem sido introduzido e disseminado em diferentes países europeus em material de propagação vegetativa da videira. A presença do fitoplasma da FD e da cigarrinha noutras plantas já foi confirmada, mas não contribui para a dispersão da doença na vinha.


Leia o artigo na integridade aqui: http://www.agrotec.pt/noticias/flavescencia-dourada-na-videira/

. CONTACTOS .

LÍDER DO CONSÓRCIO: INIAV

Avenida da República, Quinta do Marquês

2780-157 Oeiras

Para mais informações: www.iniav.pt

Projeto cofinanciado por:

Logotipos_Barra_PDR_PT2020_FEADER.png